Pesquisa científica da ONU sobre poluição eletromagnética

Pesquisa científica da ONU sobre poluição eletromagnética

Pesquisa da ONU sobre radiação EMF

Estudos Científicos endossados pela Organização Mundial de Saúde (OMS)

As Nações Unidas (ONU), a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Associação Internacional de Radio proteção (AIR) patrocinaram a pesquisa da Dra. Susan Morales, cujo relatório divulgado na revista Integral nº66, em resumo diz: 

 

“É crescente a contaminação eletromagnética provocada pelo uso de aparelhos elétricos e eletrônicos, o que causa alterações no sistema imunológico.” 

 

Os Drs. Andrew Marino e Robert Becker, da Faculdade de Medicina da Universidade da Luisiana (EUA), concluíram: 

 

“As fontes eletromagnéticas provocam diversos tipos de câncer. Os campos eletromagnéticos de baixa freqüência afetam a energia dos seres vivos.” 

 

Nancy Wertheimer, do Departamento de Eletrônica da Universidade do Colorado (EUA), realizou um estudo com 250 funcionários das centrais elétricas locais: 

 

“Verificou que o índice de mortalidade por câncer do sangue (Leucemia) é o dobro em relação ao restante da população.” 

 

O Dr. Cyril Smith, da Universidade inglesa de Salford: 

 

“Comprovou que o organismo das pessoas que moram próximas das linhas de AT produz uma maior quantidade de endorfinas (drogas naturais), cuja concentração exagerada no organismo provoca uma ação similar à morfina.” 

 

O Dr. Lennart Tomenius publicou na revista sueca “Bioelectromegnetics”, um estudo sobre o câncer infantil, devido a exposição de débeis campos magnéticos induzidos pela rede elétrica de Estocolmo. 

 

O Dr. Sabonev, na Rússia, demonstrou que 50% das cobaias de laboratório morriam ao serem expostas por 270 minutos a uma irradiação provocada pela corrente alternada normal, usada em nossas residências. 

 

O Engenheiro alemão Egon Eckert relacionou as mortes súbitas de crianças recém-nascidas em Hamburgo com a proximidade de emissoras de rádio, postes com transformadores e linhas de alta-tensão. 

 

O Engenheiro francês Cody realizou uma pesquisa para provar as afirmações do radiestesista Vouilaume sobre a existência de energias telúricas negativas (ETN). Ele constatou haver uma relação entre as ETN e a incidência de doenças graves nos moradores de prédios, o que gerou um relatório de 131 paginas. 

 

Dennis Purro realizou uma experiência comprovando os malefícios das irradiações emitidas por fornos de microondas.

 

Já em 1.909, (julho), na revista Century Magazine,  Nikola Tesla, denunciava “O Problema do Aumento da Energia Humana, onde declarou, poder-se utilizar ondas estacionárias para produzir efeitos a distância, inclusive localizar objetos, tais como navios, já pensava em algo parecido com o radar, mais avançado, e capaz, também, de produzir EFEITOS ELÉTRICOS em qualquer parte do globo terrestre. Como se vê, preconizava todo o progresso tecnológico que aí está, mas já se preocupava com o efeito patogênico que poderia advir. Seus seguidores, Enel, Bélizal, e La Foye, ampliaram seus estudos e declararam que essas emissões apresentariam duas fases, que foram batizadas ELÉTRICA e MAGNÉTICA.

Buscando resolver este problema dos danos causados pela poluição eletromagnética, a NOÌS tem desenvolvido uma linha completa de produtos para ajudar a proteger você e sua família contra os perigos desta pouição. Nossos produtos neutralizam ondas milimétricas de wifi, 3g, 5g antes que elas entrem em seu corpo e causem danos, além de fornecer suporte energético para ajudar seu corpo a gerenciar melhor os efeitos da radiação EMF.

SOLUÇÃO PARA CASA E ESCRITÓRIO

A Ion Hut é nosso principal produto. Com este produto, você adquire um dispositivo de tomada que é colocado em sua casa ou escritório. O dispositivo irá abranger a metragem quadrada de sua casa ou escritório dentro do seu relógio de energia, protegendo todos dentro desta área das radiações eletromagnéticas EMF tanto internas como externas. 

SOLUÇÃO PARA USO PESSOAL

Nosso chip Ion Shield é outra ótima opção para proteção de 5G quando você estiver fora de sua residência ou escritório. O chip, colocado no celular, acompanha você para onde quer que vá. Discreto, mas eficaz para protegê-lo todo o tempo.

Postagens relacionadas

Ondas do Mal – O que é radiação eletromagnética

Ondas do Mal – O que é radiação eletromagnética

Ondas do mal o que é radiação eletromagnética

Celulares e outros aparelhos telefônicos podem ser uma ameaça à saúde.

 

O físico italiano Guglielmo Marconi, inventor do rádio, estaria perplexo. Graças a ele, o homem passou a enviar e receber informações por ondas eletromagnéticas e criou uma infinidade de meios eletrônicos para se comunicar. O telefone celular é a vedete, com cerca de 700 milhões de usuários no planeta e 23,9 milhões de aparelhos em funcionamento, só no Brasil. O serviço de telefonia móvel é um dos que mais crescem no País. O problema é que a voracidade das companhias não foi acompanhada de estudos sobre o impacto ambiental da nova tecnologia. 

 

Há centenas de pesquisadores empenhados em provar que a exposição prolongada às ondas eletromagnéticas pode provocar distúrbios que vão da simples dor de cabeça ao câncer.

O celular não é o único vilão. Toda corrente elétrica gera ondas elétricas e magnéticas. Elas são formadas por campos de forças no qual elétrons com cargas diferentes circulam e oscilam em todas as direções. Essa dança de elétrons é onipresente. Do barbeador elétrico aos fios de alta-tensão, é impossível escapar da teia de radiação. Os estudos estão longe de oferecer resultados conclusivos, mas a ameaça invisível existe, e há um consenso entre os cientistas de que a prevenção é fundamental.

 

É o que tenta fazer a funcionária da Rede Globo Carmem Dulce Righetto, 64 anos. Ela convive com uma torre de transmissão de rádio praticamente colada à janela de seu apartamento, na Vila Mariana, em São Paulo. Entrou com uma ação na 4ª Vara Cível pedindo o embargo da obra. Nada adiantou. Vários nódulos brotaram em seu corpo e outros três moradores do prédio estão com câncer. Coincidência? Carmem fez um boletim de ocorrência relatando todos os casos. Até hoje não viu resultado e a antena continua lá. “Os médicos não conseguiram provar nada. Pelo menos vou lutar pela saúde dos meus filhos”, desabafa Carmem.

 

Outro alvo da polêmica são as torres de sustentação para as estações de rádio base (ERBs), as retransmissoras de sinais de celular que seriam tão nocivas quanto o próprio aparelho. Segundo a Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, há 12.560 antenas regularizadas no País. São Paulo concentra o maior número – 283 só na capital. A Anatel garante que todas respeitam os limites recomendáveis de radiação, mas muitas foram erguidas sem autorização. E em locais residenciais, o que é proibido. A torre da Telesp Celular instalada no Alto de Pinheiros, na zona oeste da cidade, foi multada pela prefeitura. “Posso desligar o celular quando não estou usando, mas não tenho como controlar a antena”, reclama a ilustradora Gisela Moreau, 39 anos, que liderou três manifestações públicas contra a antena.

 

“Tantas antenas juntas podem ter um efeito similar à radioterapia”, observa o professor da Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação da Unicamp Vitor Baranauskas. Autor do livro O celular e seus riscos, Baranauskas explica que um dos efeitos conhecidos da radiação é a hipertemia, aquecimento excessivo que produz diferentes temperaturas nas diversas partes do corpo. “A pessoa pode estar saudável por fora, mas ninguém sabe o que está queimando dentro do corpo e do cérebro, que pode ter sua atividade elétrica alterada”, diz o advogado americano Peter Angelos entrou com ação na Justiça contra seis companhias telefônicas. Além de punição e indenização às vítimas de câncer que suspeitam do celular, as ações exigem que as empresas distribuam fones de ouvidos para proteção. A indústria insiste que não há evidência suficiente do perigo do celular. Mesmo assim, o Senado americano aprovou uma lei exigindo que os celulares informem a potência de radiação a que o ser humano pode ser submetido. O limite máximo estabelecido por um órgão vinculado à Organização Mundial de Saúde é de 2 watts por quilo de peso. A Anatel também aprovou uma resolução em abril obrigando os fabricantes a respeitar essas normas.

 

Em 1997, o instituto australiano de câncer submeteu 200 ratos predispostos a desenvolver linfoma (tumor dos gânglios linfáticos) à exposição de microondas semelhantes às produzidas pelos celulares. Os animais receberam radiação por meia hora, duas vezes ao dia. Após 18 meses, tiveram de duas a quatro vezes mais linfomas. A crítica a essas experiências é a dificuldade de repetir os resultados. O temor dos cientistas é de que aconteça, com os celulares e outros eletrônicos, a novela do cigarro. Durante décadas, as companhias de tabaco negaram que houvesse relação entre câncer e nicotina. Hoje, elas admitem sentar nos tribunais para negociar o pagamento de indenizações milionárias às vítimas do cigarro. “Não há clareza sobre os riscos, mas não é possível inocentar os campos magnéticos. 

 

Alarmar não, mas investigar sim. Na dúvida, é melhor não se expor desnecessariamente”, afirma Sérgio Koifman, da Escola de Saúde Pública da Fiocruz, no Rio.

Buscando resolver este problema dos danos causados pela poluição eletromagnética, a NOÌS tem desenvolvido uma linha completa de produtos para ajudar a proteger você e sua família contra os perigos desta pouição. Nossos produtos neutralizam ondas milimétricas de wifi, 3g, 5g antes que elas entrem em seu corpo e causem danos, além de fornecer suporte energético para ajudar seu corpo a gerenciar melhor os efeitos da radiação EMF.

SOLUÇÃO PARA CASA E ESCRITÓRIO

A Ion Hut é nosso principal produto. Com este produto, você adquire um dispositivo de tomada que é colocado em sua casa ou escritório. O dispositivo irá abranger a metragem quadrada de sua casa ou escritório dentro do seu relógio de energia, protegendo todos dentro desta área das radiações eletromagnéticas EMF tanto internas como externas. 

SOLUÇÃO PARA USO PESSOAL

Nosso chip Ion Shield é outra ótima opção para proteção de 5G quando você estiver fora de sua residência ou escritório. O chip, colocado no celular, acompanha você para onde quer que vá. Discreto, mas eficaz para protegê-lo todo o tempo.

Postagens relacionadas

Celular aumenta risco de tumor

Celular aumenta risco de tumor

Uso de celular e câncer

Usar um telefone móvel, por dez anos ou mais, aumenta o risco de desenvolver um neuroma acústico – tumor benigno no nervo da audição –, afirma estudo divulgado pelo Instituto Karolinska de Estocolmo, capital da Suécia.

 

O risco, segundo os pesquisadores, é maior no lado em que o telefone geralmente é usado, e não há sinais de que aqueles que usam celulares por menos de dez anos estejam se expondo ao risco de desenvolver o tumor, diz o instituto, responsável por uma das maiores universidades médicas da Europa, um centro de pesquisa clínica e outro de pesquisa biomédica. Além disso, é ele que concede o Prêmio Nobel de medicina.

 

“No período em que o estudo foi realizado, apenas celulares analógicos foram usados por mais de dez anos. Por isso, não conseguimos determinar se os efeitos se limitam ao uso de celulares analógicos ou se atingem também os donos de telefones digitais”, diz um relatório.

 

Os modelos digitais – com tecnologia GSM ou CDMA – substituíram os analógicos em meados ou no fim da década passada, em muitos países. Os fabricantes de celulares afirmam sempre que não há provas científicas de que usar os telefones pode causar problemas à saúde.

 

De acordo com os cientistas, 150 pessoas com neuroma acústico, e outras 600 saudáveis, participaram do estudo. “O risco de neuroma acústico praticamente dobrou entre as pessoas que começaram a usar os celulares pelo menos dez anos antes do diagnóstico”, afirma o estudo.

 

Fonte: Jornal Estado de Minas, sexta-feira, 15 de outubro de 2004.

Buscando resolver este problema dos danos causados pela poluição eletromagnética, a NOÌS tem desenvolvido uma linha completa de produtos para ajudar a proteger você e sua família contra os perigos desta pouição. Nossos produtos neutralizam ondas milimétricas de wifi, 3g, 5g antes que elas entrem em seu corpo e causem danos, além de fornecer suporte energético para ajudar seu corpo a gerenciar melhor os efeitos da radiação EMF.

SOLUÇÃO PARA CASA E ESCRITÓRIO

A Ion Hut é nosso principal produto. Com este produto, você adquire um dispositivo de tomada que é colocado em sua casa ou escritório. O dispositivo irá abranger a metragem quadrada de sua casa ou escritório dentro do seu relógio de energia, protegendo todos dentro desta área das radiações eletromagnéticas EMF tanto internas como externas. 

SOLUÇÃO PARA USO PESSOAL

Nosso chip Ion Shield é outra ótima opção para proteção de 5G quando você estiver fora de sua residência ou escritório. O chip, colocado no celular, acompanha você para onde quer que vá. Discreto, mas eficaz para protegê-lo todo o tempo.

Postagens relacionadas

Alerta para o uso de celulares no campo

Alerta para o uso de celulares no campo

Celular no campo e câncer

ESTOCOLMO – As pessoas que usam telefone celular digital em áreas rurais correm três vezes mais risco de desenvolver tumor no cérebro do que aquelas que usam nas zonas urbanas, segundo estudo realizado por pesquisadores da Orebro University Hospital, na Suécia, e publicado na edição mais recente da revista especializada Occupational and Environmental Medicine. Foram avaliados 1,4 mil adultos com idade entre 20 e 80 anos, todos com diagnóstico de tumor cerebral benigno ou maligno, e os resultados comparados aos de pessoas saudáveis residentes na mesma área. Segundo os cientistas, o uso de telefones analógicos ou sem fio não tinha qualquer efeito. 


No entanto, eles constataram que os moradores que usavam celulares digitais tinham três vezes mais chances de desenvolver o tumor do que os usuários urbanos, que tinham o mesmo risco da população em geral. Especificamente para tumores malignos, o risco é oito vezes maior para aqueles que vivem na zona rural. Segundo o chefe da equipe, professor Lennart Hardell, a causa do aumento do risco parece ser as emissões de microondas elevadas dos celulares em zonas rurais.


Fonte: Jornal Estado de Minas, Ciência, quarta-feira, 18 de maio de 2005.

Buscando resolver este problema dos danos causados pela poluição eletromagnética, a NOÌS tem desenvolvido uma linha completa de produtos para ajudar a proteger você e sua família contra os perigos desta pouição. Nossos produtos neutralizam ondas milimétricas de wifi, 3g, 5g antes que elas entrem em seu corpo e causem danos, além de fornecer suporte energético para ajudar seu corpo a gerenciar melhor os efeitos da radiação EMF.

SOLUÇÃO PARA CASA E ESCRITÓRIO

A Ion Hut é nosso principal produto. Com este produto, você adquire um dispositivo de tomada que é colocado em sua casa ou escritório. O dispositivo irá abranger a metragem quadrada de sua casa ou escritório dentro do seu relógio de energia, protegendo todos dentro desta área das radiações eletromagnéticas EMF tanto internas como externas. 

SOLUÇÃO PARA USO PESSOAL

Nosso chip Ion Shield é outra ótima opção para proteção de 5G quando você estiver fora de sua residência ou escritório. O chip, colocado no celular, acompanha você para onde quer que vá. Discreto, mas eficaz para protegê-lo todo o tempo.

Postagens relacionadas

Estudo Internacional feito em laboratório comprovou danos às células

Estudo Internacional feito em laboratório comprovou danos às células

Poluição eletromagnética e danos às células

AMSTERDAM. Ondas emitidas por telefones celulares e o DNA em testes feitos em laboratório, segundo um estudo financiado pela União Européia (EU). O estudo Reflexo, conduzido por 12 grupos de sete países europeus, não chegou a comprovar que os celulares são um risco à saúde, mas concluiu que novas pesquisas são necessárias para saber se os efeitos prejudiciais se repetem fora do ambiente de laboratório. “Os efeitos claramente exigem estudos adicionais em animais ou em voluntários humanos”, sustentaram os cientistas.

Essa não é a primeira vez que os celulares são associados a problemas de saúde. Eles já foram relacionados, por exemplo, a problemas no cérebro.

A indústria mundial de celular, sustenta que há fortes indícios sofre os efeitos prejudiciais da radiação. Só este ano, estima-se que cerca de 650 milhões de aparelhos celulares foram vendidos. Mais de 1,5 bilhão de pessoas utilizam celulares no mundo.

A pesquisa, que levou quatro anos, analisou os efeitos da radiação em células humanas e de animais em laboratório. Depois de serem expostas a campos eletromagnéticos típicos de celulares, as células mostraram um aumento significativo de rompimento em uma ou nas duas hélices do DNA. Nem sempre o organismo conseguiu reparar os danos. Células que sofrem mutação são consideradas uma das possíveis causas do câncer.

A radiação utilizada no estudo equivalia a um nível de absorção de 0,3 a 2 watts por quilo. A maioria dos celulares, entretanto, emite sinais absorvidos nas proporções de 0,5 a 1 watt por quilo. De acordo com a Comissão Internacional de Proteção à Radiação Não-Ionizante, o limite máximo recomendado é de 2 watts por quilo. O líder do projeto, Franz Adlkofer, recomendou à população que evite usar o celular quando houver uma opção disponível.


Fonte: Jornal O Globo, Primeiro Caderno, terça-feira, 21 de dezembro de 2005.

Buscando resolver este problema dos danos causados pela poluição eletromagnética, a NOÌS tem desenvolvido uma linha completa de produtos para ajudar a proteger você e sua família contra os perigos desta pouição. Nossos produtos neutralizam ondas milimétricas de wifi, 3g, 5g antes que elas entrem em seu corpo e causem danos, além de fornecer suporte energético para ajudar seu corpo a gerenciar melhor os efeitos da radiação EMF.

SOLUÇÃO PARA CASA E ESCRITÓRIO

A Ion Hut é nosso principal produto. Com este produto, você adquire um dispositivo de tomada que é colocado em sua casa ou escritório. O dispositivo irá abranger a metragem quadrada de sua casa ou escritório dentro do seu relógio de energia, protegendo todos dentro desta área das radiações eletromagnéticas EMF tanto internas como externas. 

SOLUÇÃO PARA USO PESSOAL

Nosso chip Ion Shield é outra ótima opção para proteção de 5G quando você estiver fora de sua residência ou escritório. O chip, colocado no celular, acompanha você para onde quer que vá. Discreto, mas eficaz para protegê-lo todo o tempo.

Postagens relacionadas

Danos causados pelas ondas eletromagnéticas no corpo humano

Danos causados pelas ondas eletromagnéticas no corpo humano

Danos ondas eletromagnéticas no corpo humano

A organização mundial de saúde (OMS) anunciou em Junho de 2005, sua pesquisa de baixa freqüência cuja conclusão preliminar foi a seguinte:

1.1) A exposição sob a freqüência de um campo eletromagnético, que tem apenas o risco 2B que pode causar leucemia infantil (nível 2B se refere ao possivelmente fator carcinogênico que pode surgir, sendo que o café, resíduos de motores a gasolina estão na mesma classificação).

1.2) O individuo poderá adoecer do câncer denominado infantil ou de qualquer outra doença no nível de risco, tipo 3 (devido à ausência de estudos conclusivos não se pode, com certeza, afirmar que tal fator de risco seja carcinogênico).

2) A energia de radiação da onda Eletromagnética é baixa frequência, o que assim, não fará com que o metabolismo humano sofra o fenômeno da dissociação como também não irá causar danos diretamente ao ambiente. No entanto em todos os locais onde há um numero expressivo de equipamentos ou com o uso contínuo dos eletroeletrônicos da vida moderna, há ocorrência de interferência de ondas eletromagnéticas no ser humano. Devido a este fator deve-se ficar atento para que tal fenômeno não ocorra de forma a não levar danos à saúde. No caso do uso comum de computadores e se isto ocorrer por longo tempo, as ondas eletromagnéticas geradas pelo aparelho poderá gerar no indivíduo sintomas tais como: vista cansadas, dores de cabeça, e nos ombros, mente esgotada, bem como outros sintomas.

As ondas eletromagnéticas têm a também a propriedade de causar a queda da imunidade bem como a redução de calcários do corpo humano, distúrbios visuais, obstáculo na divisão celular, câncer, leucemia, tumor no cérebro e ainda nas mulheres, irá excepcionalmente propiciar ao aborto.

3) Além dos inúmeros danos que as ondas eletromagnéticas causam ao corpo humano, estas ainda reduz a investigação de resultados, em exames, após a observação e o estudo experimental. Dentre os vários problemas mencionados gera ainda os seguintes problemas ao corpo humano:

3.1) Danos no sistema nervoso da central: O sistema nervoso é muito sensível à função da radiação eletromagnética. Quando este é afetado repetidamente apresenta mudanças no SNC com o surgimento da síndrome de neurastenia, com os sintomas básicos de dor de cabeça, tonturas, incapacidade, redução da memória, distúrbio do sono (perda do sono, com muitos sonhos ou vício em repouso), cochila durante o dia, desanimo, palpitação, peito entupido, perda do cabelo, particular dificuldade para dormir, perca de memória. Tais sintomas são típicos de que o cérebro está em processo inibitório. Assim, além da síndrome de neurastenia, também, exibe memória de curto período de tempo, além de apresentar coordenação motora prejudicada.

3.2) Danos à função imunológica do organismo: Reduz a resistência do organismo a elementos patogênicos. Em outras palavras, há uma levada redução da capacidade da função de defesa do organismo.

3.3) Influência no sistema cardiovascular: A radiação eletromagnética pode também afetar o fluxo do sangue nos vasos sanguíneos. Se a função de ajuste autônoma dos nervos fica sob influência, as pessoas podem apresentar redução das batidas do coração, sendo que uma minoria pode apresentar taquicardia. O individuo apresenta a flutuação da pressão arterial, sendo que esta começa a elevar, para depois voltar ao normal. Apresenta pressão sanguínea baixa; O eletrocardiograma realizado nos indivíduos apresenta queda na tensão das ondas R e T, o que pode ser confundido com uma reação alérgica ou uma decorrência do movimento do músculo do coração. Há a extensão de Q, a onda P se amplia, mostrando que a condução auriculoventricular está comprometida. Para sanar tal questão, o paciente deverá buscar um tratamento, prévio para que não desenvolva uma doença cardiovascular.

3.4) Influência no sistema sanguíneo: em função da radiação eletromagnética, a situação do sangue pode apresentar a instabilidade dos leucócitos, glóbulos brancos, com tendência a apresentar leucopenia que é a redução de leucócitos no sangue, os quais são responsáveis pela defesa do organismo. Pesquisas de saúde indicam que a maioria das pessoas, sob tal efeito, apresenta tal efeito. Além disso, quando as ondas de rádio, e os raios radioativos afetam simultaneamente o corpo humano as funções do sistema sanguíneo podem sofrer danos mais notáveis.

3.5) Influência nos sistemas reprodutivos e hereditariedade: o contato de pessoas do sexo masculino com o gerador de ondas ultracurtas pode apresentar impotência sexual, sendo que no caso feminino podem ocorrer desordens no ciclo menstrual além de que no processo de ovulação há ocorrência de problemas de tal ordem que ocorre problemas para a célula ovo levando esta a perder a capacidade de dar a luz.

3-6) Influência no sistema de visão: Devido a grande umidade na região dos olhos, tal fator propicia a absorção da radiação eletromagnética, considerando ainda que pelo fluxo sanguíneo nesta região ser baixo, a temperatura do olho é fácil de elevar. Tal fenômeno é uma das principais condições para a ocorrência da catarata. A maioria dos estudiosos acredita que a baixa intensidade das microondas pode acelerar a redução do campo da visão criando assim, certos distúrbios visuais. Além disso, a exposição à radiação eletromagnética de baixa intensidade por longo prazo pode fazer com que os olhos fiquem ressecados e desconfortáveis.

3-7) Radiação eletromagnética cancerígena: a maior parte dos experimentos em animais comprova que, após a exposição à microondas, pode transformar células normais em células cancerígenas. Os EUA recebem alta taxa de radiação eletromagnética sendo que por um tempo prolongado os funcionários das embaixadas as interceptaram. Foi constado um crescimento anormal no número de glóbulos brancos nestes funcionários. 

Após investigações, em locais onde ocorre a existência de poderosos radares de longa distância, foi constado um aumento significativo de pacientes com câncer. Na terapia, do tratamento do câncer com o uso microondas é enviada uma reação térmica para o tecido do corpo humano onde há um aumento de sua temperatura que destrói a proliferação das células cancerígenas. Foi constatado através de experimentos que a radiação eletromagnética induzida pode ocasionar no corpo humano (genética molecular), uma mudança súbita no cromossomo. Assim, a radiação eletromagnética pode curar o mal, mas por outro lado pode alterar o metabolismo, de tal forma que ocasiona uma mudança nas formas dos órgãos como também a ocorrência de vários efeitos colaterais.

COMO REDUZIR OS DANOS CAUSADOS PELAS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS?

Pode ser reduzida a partir de uma forma simples de se fazer uma medição para definir se o equipamento emite radiação ou onda eletromagnética. Esse método pode ser utilizado na própria residência do interessado. Para isto poderá ser utilizando um pequeno receptor de rádio, ajusta-o a uma estação de ondas AM (Amplitude modulada) onde este se aproxima o rádio dos aparelhos eletrodomésticos como. televisão, microondas, computador dentre outros e se. Constata se o ruído gerado aumenta de intensidade repentinamente. Logo após este é afastado do aparelho progressivamente ate que o tom volta ao nível original. Quando isto ocorrer, a dedução é que esta é a distância considerada segura a ser mantida do aparelho testado.

 

Aliado a isto, os aparelhos merecem cuidados diferentes, de acordo com o seu tipo. No caso de um computador, por exemplo, o mais importante é tomar os devidos cuidados no uso em especial do monitor, devido às mudanças no cristal líquido. Quanto ao telefone celular, após este ser usado não deve ser guardado na cintura ou no bolso da calça ou camisa. O ideal é que se tenha um suporte no punho, de forma a ficar mais longe do corpo humano. Deve se atentar também para a distância da residência até o transformador de energia elétrica sendo que deve estar o mais distante do mesmo bem como de qualquer central de distribuição.

 

Em 1933, uma pesquisa de três países do norte da Europa revelou que a Suécia recebe mais de 2 MG de influência de radiação eletromagnética. As pessoas que sofriam de leucemia nestes locais era cerca eram 2,1 vezes a taxa considerada normal assim como. Os que sofriam de problemas cerebrais como inchaço, eram 1,5 vezes maiores.

SUGESTÕES DOS ESPECIALISTAS:

10 Medidas preventivas contra as ondas eletromagnéticas:

a-1). Manter o mais longe possível do produto eletrificado para se ter a menor à influência de ondas eletromagnéticas.

 

a-2). Caso não seja possível impedir ao máximo a exposição possível já que, quanto menor o tempo, menor o efeito.

 

a-3). Selecione os produtos com menores ondas eletromagnéticas. O rádio de comunicação é menor que o celular.

 

a-4). Selecione considerando a potência já que as ondas eletromagnéticas são proporcionais a estas.

 

a-5). As crianças requerem atenção especial, devido à divisão celular sendo que recebem os efeitos com mais intensidade. O mesmo caso ocorre com mulheres grávidas.

 

a-6). O manual do fabricante do aparelho deve determinar a distância segura a ser mantida dos equipamentos. Tal distância deve ser claramente explicita.

 

a-7). Deve-se ter atenção especial com as áreas laterais e traseiras dos televisores e computadores. As ondas eletromagnéticas nessas regiões são muito fortes.

 

a-8}. Se o aparelho não for utilizado, o plug deve ser removido da tomada, pois o aparelho plugado emite parte das ondas eletromagnéticas.

 

a-9). O tempo de sono é muito importante. Mesmo pequenas exposições durante o dia podem causar grandes efeitos

 

a-10). Tente ser menos dependente dos produtos que utilizam eletricidade. Quanto mais exposto, maiores os efeitos das ondas eletromagnéticas.

Buscando resolver este problema dos danos causados pela poluição eletromagnética, a NOÌS tem desenvolvido uma linha completa de produtos para ajudar a proteger você e sua família contra os perigos desta pouição. Nossos produtos neutralizam ondas milimétricas de wifi, 3g, 5g antes que elas entrem em seu corpo e causem danos, além de fornecer suporte energético para ajudar seu corpo a gerenciar melhor os efeitos da radiação EMF.

SOLUÇÃO PARA CASA E ESCRITÓRIO

A Ion Hut é nosso principal produto. Com este produto, você adquire um dispositivo de tomada que é colocado em sua casa ou escritório. O dispositivo irá abranger a metragem quadrada de sua casa ou escritório dentro do seu relógio de energia, protegendo todos dentro desta área das radiações eletromagnéticas EMF tanto internas como externas. 

SOLUÇÃO PARA USO PESSOAL

Nosso chip Ion Shield é outra ótima opção para proteção de 5G quando você estiver fora de sua residência ou escritório. O chip, colocado no celular, acompanha você para onde quer que vá. Discreto, mas eficaz para protegê-lo todo o tempo.

Postagens relacionadas